AUTO-EXAME DE BOCA

 

O câncer de boca é uma doença facilmente perceptível pelo próprio paciente em uma simples inspeção da cavidade oral.

Alguns cuidados higienodietéticos como boa higiene oral, parada do fumo e ingesta de bebidas alcóolicas além de uma alimentação saudável a base de frutas e legumes ajuda e muito a diminuir a incidência do câncer de boca.

A sociedade brasileira de cirurgia de cabeça e pescoço  protocolou algumas recomendações para o auto exame da cavidade oral, clique aqui.

1. Lave bem a boca e remova próteses dentárias, se for o caso. Olhe atentamente a boca, sob luz adequada, e palpe as diversas regiões do céu da boca, língua, lábios e gengiva. Os tabagistas e etilistas devem estar ainda mais atentos e fazer o auto-exame com freqüência.

2. De frente para o espelho, observe a pele do rosto e do pescoço e observe se há algum sinal que não tenha notado anteriormente. Toque suavemente com as pontas dos dedos todo o rosto e procure por sinais e nódulos até então desconhecidos.

3. Observe também se o seu rosto está com os dois lados do mesmo tamanho.

4. Puxe com os dedos o lábio inferior para baixo, expondo a sua parte interna (mucosa). Em seguida, apalpe todo o lábio. Puxe o lábio superior para cima e repita a palpação. Observe se os lábios estão mais avermelhados ou esbranquiçados em algum ponto.

5. Com a ponta do dedo indicador afaste a bochecha para examinar a sua parte interna. Faça isso nos dois lados.

6. Com a ponta do dedo indicador percorra toda a gengiva superior e inferior.

7. Introduza o dedo indicador por baixo da língua e o polegar da mesma mão por baixo do queixo e procure palpar todo o assoalho da boca.

8. Incline a cabeça para trás e, abrindo a boca o máximo possível, examine atentamente o céu da boca. Palpe com o dedo indicador todo o céu da boca. Em seguida, diga ÁÁÁÁ… e observe o fundo da garganta.

9. Ponha a língua para fora e observe a parte de cima. Repita a observação com a língua levantada até o céu da boca. Em seguida, puxando a língua para a esquerda, observe o lado esquerdo da mesma. Repita o procedimento para o lado direito.

10. Observe se a língua está mais esbranquiçada ou avermelhada em algum ponto ou se possui algum machucado. Sinta se algum local da língua dói mais do que outros quando você passa o dedo ou escova os dentes.

11. Estique a língua para fora, segurando-a com um pedaço de gaze ou pano, apalpe em toda a sua extensão com os dedos indicador e polegar da outra mão.

12. Examine o pescoço. Compare os lados direito e esquerdo e veja se há diferenças entre eles. Depois, apalpe o lado esquerdo do pescoço com a mão direita. Repita o procedimento para o lado direito, palpando com a mão esquerda. Veja se existem caroços ou áreas endurecidas.

13. Finalmente, introduza o polegar por debaixo do queixo e apalpe suavemente todo o seu contorno inferior.

 

 

Durante esse exame você deve procurar mudanças no interior da boca, assim como em toda área circunjacente que compõe a cavidade oral, retirando próteses dentárias e qualquer outro aparelho que atrapalhe na visualização. Deve-se ir em busca de alterações na coloração, forma, se há nódulos endurecidos, feridas ou sangramentos, áreas irritadas abaixo da dentadura, áreas da cavidade oral dormentes, feridas de longa data que não cicatrizam, dentes sensíveis, moles ou quebrados.

 

Esse processo deve ser realizado a cada trinta ou quarenta dias  e em caso de dúvidas ou alterações, procure imediatamente um especialista em cirurgia de cabeça e pescoço ou cirurgião dentista.

 

 

 

(92) 3085 - 6000
  (92) 99441 - 5069
 (92) 98450 - 7774
drmarciofernandes@outlook.com
Av. Mario Ypiranga, 315, Adrianópolis
Edifício THE OFFICE INTELLIGENT BUILDING
Sala  307

© 2017 Todos os direitos reservados - Dr. Márcio Costa Fernandes